EUA

Homem matou oito pessoas a tiro no estado da Virginia


 

Lusa / AO online   Internacional   20 de Jan de 2010, 09:57

Um homem matou terça-feira oito pessoas a tiro num aparente desentendimento familiar na Virgínia, situação que o governador do Estado, Robert McDonnell, qualificou como "uma horrível tragédia".
Fontes da polícia indicaram que o homem fugiu para uma zona de mato perto da localidade de Appomattox, no centro do Estado, e que está cercado pela polícia.

O local onde ocorreu o incidente situa-se 120 quilómetros a oeste da cidade de Richmond e a cerca de 250 quilómetros de Washington, a capital do país.

“Os pensamentos do governador estão com as vítimas e com os seus familiares. Está a seguir a situação com muita atenção”, indicou o seu gabinete.

As autoridades revelaram que o homem, identificado como Christopher Speight, de 39 anos, por alguns meios de comunicação social, também terá disparado contra um helicóptero da polícia, que se viu obrigado a aterrar no aeroporto regional de Lynchburg, após sofrer uma rotura no depósito de combustível.

Fontes policiais citadas pelos meios de comunicação locais indicaram que os cadáveres de sete pessoas foram encontrados numa casa e que a oitava vitima acabou por morrer durante o transporte para o hospital.

Este foi o pior incidente de violência no Estado, desde que um estudante de origem vietnamita matou 32 pessoas e se suicidou na Universidade Tecnológica da Virgínia, em 2007.

Em declarações ao diário The Washington Post, Samuel Carter, vice-presidente do Conselho de Supervisores de Appomattox, disse que o homem terá morto a sua mulher e o seu filho durante uma disputa familiar.

Carter acrescentou que no incidente morreu um adolescente e mais outra pessoa.

O diário referiu que Cárter falou do incidente antes das autoridades terem confirmado as oito mortes.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.