Homem de Montalegre que matou duas mulheres e se suicidou "era muito violento" com esposa


 

Lusa/AO Online   Nacional   11 de Jun de 2010, 15:20

O homem que hoje em Vilarinho de Arcos matou a sobrinha e a esposa, suicidando-se a seguir, terá por várias vezes ameaçado a esposa de morte, contaram populares, à Lusa, no local.

“Ele era muito ciumento e violento com a mulher”, disseram vários populares, acrescentando que “por várias vezes a ameaçou de morte”.

Um dos populares referiu mesmo ter tido conhecimento que o homicida “já havia apontado uma arma à cabeça da esposa” que hoje matou a tiro.

Na origem do crime terá estado uma discussão, quinta feira, com a sobrinha por causa do corte de umas árvores, disse à Lusa fonte policial.

Populares afirmam que este “era um crime esperado” porque “as discussões entre tio e sobrinha eram frequentes”.

Segundo fontes no local, na altura do crime, o marido da primeira vítima – a sobrinha do homicida - não se encontrava em casa e não se apercebeu de nada.

Consumado o primeiro homicídio, o homem, que tem pelo menos duas filhas maiores de idade, terá seguido para a sua própria casa onde, a tiro, matou a esposa, suicidando-se depois.

No decorrer das investigações, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Chaves encontrou, por volta das 12:30, na residência do casal, o cadáver do homicida e da esposa, mortos com um tiro de arma de fogo de calibre 6,35mm.

Segundo fonte policial, há cerca de um mês, o homicida tinha sido detido pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Chaves, pela posse de armas proibidas.

Neste momento, as investigações encontram-se a cargo da Policia Judiciária.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.