Timor-Leste

Hillary Clinton já chegou a Díli

Hillary Clinton já chegou a Díli

 

Lusa/AO Online   Internacional   6 de Set de 2012, 08:37

A Secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, chegou esta quinta-feira a Díli, para uma visita de algumas horas a Timor-Leste, que o Governo local considera histórica.

 

Hillary Clinton demorou cerca de 20 minutos a sair do avião e foi recebida por autoridades locais no aeroporto de Díli, seguindo depois a sua comitiva para a Embaixada dos Estados Unidos na capital timorense.

O primeiro encontro oficial da chefe da diplomacia dos Estados Unidos em Díli acontece às 09:00 locais (01:00 em Lisboa), quando Hillary Clinton se reúne com o Presidente de Timor-Leste, Taur Matan Ruak.

Depois reúne-se com o Governo liderado por Xanana Gusmão e antes de partir, numa hora que não foi revelada, manterá também encontros com Organizações Não Governamentais.

A Secretária de Estado norte-americana cumpre uma visita de algumas horas a Timor-Leste, numa deslocação que o Governo local considera "histórica" e espera que atraia mais investimento norte-americano ao país.

Numa declaração à agência Lusa, o ministro dos Negócios Estrangeiros timorense, José Luís Guterres salientou a primeira visita de um chefe da diplomacia dos Estados Unidos a Timor-Leste, razão pela qual a deslocação é "história", e disse que o país "precisa de mais investimento das empresas americanas".

José Luís Guterres considerou “excelentes” as relações políticas entre ambos os países, afirmando que o Governo timorense promete "fazer o máximo" para que a situação se "reforce ainda mais".

Timor-Leste não esquece o apoio norte-americano aquando do processo de independência e José Luís Guterres salientou também a contribuição anual dos Estados Unidos de cerca de 20 milhões de dólares (quase 16 milhões de euros) para o desenvolvimento do país.

Para o ministro, o "reforço da amizade" com os Estados Unidos, assim como com blocos como a União Europeia, "é benéfico para Timor-Leste" e para os objetivos comuns dos países democráticos e que defendem os Direitos Humanos.

"É uma visita breve, mas para Timor-Leste é visita histórica e esperamos que traga mais apoio para o nosso povo", concluiu.

A visita de Hillary Clinton está rodeada de fortes medidas de segurança e obriga até a uma acreditação especial junto das autoridades oficiais para aceder ao Palácio do Governo, onde está prevista uma declaração conjunta de Xanana Gusmão e da Secretária de Estado.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.