Sociedade

"Há dias que todos gritam ao mesmo tempo. É um inferno!"

Carregando o video...

 

Pedro Nunes Lagarto   Regional   6 de Mar de 2010, 14:00

João e Vidália casaram com apenas 14 anos. Tiveram 9 filhos. Desce cedo perceberam que a vida não iria ser fácil, mas nunca pensaram que na idade da reforma teriam sob o mesmo tecto 21 pessoas, dos quais cinco  filhos, casados e divorciados, genros e noras e os respectivos netos, com mais duas crianças a caminho. Uma enorme confusão!
O jovem casal começou por morar na casa da irmã, o que não resultou. Foram então viver para uma “casa” num pasto, na zona conhecida por  “Mata Mulheres”, na Fajã de Baixo. Água corrente e electricidade nem pensar.

“Bastante mais tarde, fruto de muita insistência e de andar no Equipamento Social para trás e para a frente, conseguir falar com as pessoas certas, e até com o presidente Mota Amaral. Lá acabaram por me dar uma casa. Estou aqui, no Beco dos Diogos, há 18 anos”, recorda Vidália.


Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de Sábado, Dia 6 de Março de 2010

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.