Taça da Liga

Guimarães quase afastado após empate com o Benfica

Guimarães quase afastado após empate com o Benfica

 

Lusa/AO Online   Futebol   13 de Jan de 2010, 20:54

Incapaz de segurar a vantagem de que dispôs, o Vitória de Guimarães ficou hoje praticamente afastado das meias-finais da Taça da Liga de futebol, ao empatar 1-1, em casa, com o Benfica, na segunda jornada da terceira fase

O Benfica e Rio Ave lideram o Grupo C com quatro pontos e defrontam-se entre si na última ronda, enquanto o Vitória e Nacional ocupam as últimas posições com apenas um e, estando afastados do primeiro lugar, dificilmente serão o melhor segundo dos três grupos.

As duas equipas apresentaram-se com muitas alterações nos "onzes" (seis no Vitória, sete no Benfica) numa noite de estreias para os reforços de Inverno Fábio Felício, na equipa da casa, e de Éder Luís, nos "encarnados".

O jogo ficou marcado pela intensa chuva que se fez sentir em Guimarães e que tornou muito difícil a acção dos jogadores, levando inclusivamente o árbitro Carlos Xistra a ponderar adiar a partida ainda antes de ela começar.

O Vitória de Guimarães adaptou-se melhor ao estado do terreno e criou mais ocasiões de golo durante a primeira metade. Douglas foi o protagonista da primeira, aos 16 minutos, mas o excelente remate à meia-volta foi parado por uma grande defesa de Júlio César.

Aos 22, Targino trabalhou bem na esquerda, mas Custódio cabeceou para fora e pouco depois (25) registo para um bom remate de Fábio Felício mas o guardião benfiquista voltou a mostrar segurança.

A melhor oportunidade para o Benfica na primeira parte surgiu apenas aos 37 minutos: Ramires rematou de primeira depois de um alívio de Serginho para a frente e quase inaugurou o marcador.

No reatamento, o Benfica surgiu com Javi Garcia e Cardozo nos lugares de Aimar e Nuno Gomes, mas foi o Vitória de Guimarães a ficar outra vez mais perto do golo, logo aos 48 minutos: "bomba" de Custódio do meio da rua a pôr novamente à prova Júlio César.

Mas de tanto porfiar, os minhotos marcariam mesmo (60) por Douglas, que aproveitou da melhor maneira um amortecimento involuntário de Maxi Pereira, após cruzamento da direita do ataque vitoriano, e marcou o seu primeiro golo da temporada.

Depois, aos 64 e 67 minutos, o Vitória podia ter aumentado a vantagem, mas primeiro a barra após cruzamento de Jorge Gonçalves e depois uma grande intervenção de Júlio César a cabeceamento de Leandro, que falhou ainda a recarga, impediram-no.

Jorge Jesus alargou a frente de ataque (Di Maria para o lugar do tocado David Luiz) e o Benfica respondeu, finalmente, pouco depois (68) e quase marcava, mas Fábio Coentrão, na cara de Serginho, chutou à trave.

Javi Garcia causou calafrios (74) a Serginho na conversão de um livre directo e, um minuto depois, Fábio Coentrão aproveitou nova paragem da defesa vitoriana e, desta vez, não perdoou frente ao guardião adversário, igualando aos 75 minutos.

Até ao final, ambas as equipas podiam ter marcado, o Vitória por Douglas (81) e o Benfica por Maxi Pereira (87) e Cardozo (90), mas em todas as situações os guarda-redes superiorizaram-se.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.