Grupo de trabalho do PSD/Açores vai propor formas de mitigar impacto da redução dos EUA

Grupo de trabalho do PSD/Açores vai propor formas de mitigar impacto da redução dos EUA

 

Lusa/AO online   Regional   8 de Abr de 2015, 16:32

O PSD/Açores criou um grupo de trabalho para encontrar propostas para mitigar o impacto na Praia da Vitória da redução militar norte-americana na base das Lajes e da atual situação económica e social da ilha Terceira.

 

"Este grupo de trabalho, o que pretende é fazer esta análise séria e prospetiva de, analisando esta situação como uma ameaça, tentar também encontrar aqui oportunidades e também criar conteúdos, propostas, identificar soluções", frisou, em declarações aos jornalistas, o líder do PSD/Açores, Duarte Freitas, no final da primeira reunião do grupo de trabalho, na Praia da Vitória.

Segundo Duarte Freitas, o grupo "Praia da Vitória - Futuro" pretende encontrar propostas que possam dar resposta ao desafio lançado recentemente pelo primeiro-ministro, no sentido de se criar no porto da Praia da Vitória "uma abordagem fiscal ou tributária que pudesse atrair empresas e diversificar a economia".

Para além do impacto da redução militar na base das Lajes, o grupo estará atento à "crise social e económica profunda" que afeta a Terceira e à "crise dos lacticínios", que tem também "particular ênfase" na ilha.

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse a 21 de março que vai "reclamar um tratamento fiscal diferenciado" a Bruxelas para o porto da Praia da Vitória, de forma a atrair investimentos à Terceira, na sequência da redução norte-americana nas Lajes.

Passos Coelho considerou que é necessária uma "uma resposta diferente e nova perante um problema que também é novo e diferente" e deixou um apelo para que se faça um debate na região autónoma em torno desta matéria.

"O essencial não é reclamar um tratamento fiscal diferenciado, é saber em torno de quê", afirmou Passos Coelho, no encerramento do congresso do PSD/Açores, dizendo que essa definição de prioridades cabe, "evidentemente", ao Governo Regional e ao Governo da República, mas também aos parceiros sociais, a todos os partidos e aos investidores privados, a quem pediu para darem os seus contributos e fazerem essa reflexão.

A primeira reunião do grupo de trabalho do PSD/Açores serviu para definir o programa de trabalhos e traçar objetivos, mas Duarte Freitas não adiantou um prazo para a apresentação de propostas concretas.

"É um trabalho que está começando. Simultaneamente temos de ver o trabalho que está a ser desenvolvido em Bruxelas no sentido de ver os contornos com que podem ficar estas matérias de desagravamento fiscal e vamos ter de, naturalmente, ir vendo as possibilidades que existem no desenho de um projeto que possa aproveitar esta oportunidade", frisou.

De acordo com o líder regional social-democrata, as propostas do grupo de trabalho farão parte do programa eleitoral e de governo do PSD/Açores, mas "vão ser lançadas ao longo do tempo".

"Vamos tentar fazer com que possamos com este trabalho atrair efetivamente investimento, aproveitando esta oportunidade", salientou.

Liderado por Duarte Freitas, o grupo de trabalho conta com a participação do diretor do gabinete de estudos do PSD/Açores e responsável pelo programa eleitoral do partido, Joel Neto, os responsáveis concelhios e de ilha do partido, os deputados regionais do PSD, a deputada ao Parlamento Europeu Sofia Ribeiro, o deputado à Assembleia da República da ilha Terceira, Joaquim Ponte, o presidente da Junta de Freguesia das Lajes e um ex-autarca da Praia da Vitória.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.