Grupo de trabalho acompanha convénio entre Ponta Delgada e Universidade dos Açore

Grupo de trabalho acompanha convénio entre Ponta Delgada e Universidade dos Açore

 

Lusa/AO online   Regional   1 de Mar de 2016, 11:36

Um grupo de trabalho vai ser criado no âmbito do convénio assinado entre a Câmara de Ponta Delgada e a Universidade dos Açores, que define um "compromisso estratégico" entre as duas entidades para o desenvolvimento do concelho.

 

“O convénio é dirigido para a promoção de atividades de ensino, investigação científica e desenvolvimento tecnológico, extensão cultural e de prestação de serviços nas áreas das ciências sociais e humanas, das ciências naturais, exatas e tecnológicas, e das ciências da saúde, cuja incidência tenha impacto, direto ou indireto, no concelho de Ponta Delgada”, refere o documento hoje assinado pelo presidente da autarquia, José Manuel Bolieiro, e o reitor da academia açoriana, João Luís Gaspar.

Segundo o protocolo, as duas entidades comprometem-se a identificar e calendarizar ações a desenvolver, sendo que para estas serão estabelecidos acordos de projeto aos quais se podem associar outras entidades, públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras.

Para acompanhar a implementação do convénio e os acordos de projeto será criado um grupo de trabalho concelhio, com representantes de cada um dos subscritores, assegurando o município da ilha de São Miguel a transferência de 3.000 euros anuais para a universidade.

Na cerimónia de assinatura, José Manuel Bolieiro considerou que a iniciativa “tem muito para dar ao futuro relacionamento” com a academia, destacando a importância de a instituição, com polos em São Miguel, Faial e Terceira, “se envolver com a comunidade não apenas educativa e universitária”.

O autarca salientou, ainda, a possibilidade que o protocolo confere ao município de poder contratar serviços à universidade, considerando que “para um decisor político é mais conveniente um aconselhamento adequado” para a tomada de “decisões mais competentes”.

O reitor da Universidade dos Açores, João Luís Gaspar, cuja equipa que lidera tomou posse há dois anos, referiu que o programa da sua candidatura contemplava a assinatura de convénios com diferentes autarquias.

“A universidade pretende sair das suas portas, aproximar-se da sociedade em geral e fazê-lo junto das diferentes câmaras onde a universidade tem sediados os seus polos”, declarou João Luís Gaspar, acrescentando que o objetivo da instituição passa, por exemplo, pelo apoio ao desenvolvimento social, cultural e ambiental dos municípios da região.

O reitor acrescentou que “a criação de um grupo de trabalho concelhio vai permitir encontrar pontos de convergência” entre as duas entidades.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.