Rússia

Gripe das aves provoca a morte de 35 mil frangos

Gripe das aves provoca a morte de 35 mil frangos

 

Lusa / AO Online   Internacional   11 de Dez de 2007, 17:40

As autoridades sanitárias russas anunciaram hoje que o vírus mais perigoso da gripe das aves foi detectado num aviário do sul do país, onde morreram 35 mil frangos a 5 e 6 de Dezembro.
    "Em conformidade com as conclusões dos especialistas do Instituto de Defesa dos Animais da cidade de Vladimir, obtidas depois da análise do material apresentado, nos frangos foi detectada gripe das aves do tipo A. Além disso, determinou-se que se trata da estirpe H5N1", informou o Centro Regional Meridional do Ministério para Situações de Emergência da Rússia, citado pela agência Interfax.

    O aviário em causa, "Guliai-Borissovskoe", fica situado no distrito de Rostov-no-Don, no sul da Rússia.

    "Segundo as conclusões dos peritos, nomeadamente do laboratório regional, a morte de quatro mil frangos teria sido provocada por um veneno de origem desconhecida. Porém, não obstante ter sido alterado o regime de alimentação das aves, a morte continua a ceifar até 400 cabeças por dia", precisou a mesma fonte.

    "Das 500 mil aves existentes no aviário, registou-se a morte de 35 mil", concluiu.

    As autoridades sanitárias anunciaram uma quarentena em toda a região para evitar a propagação da gripe das aves.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.