Japão

Greenpeace pede reforço da segurança alimentar devido aos níveis radiação de Fukushima

Greenpeace pede reforço da segurança alimentar devido aos níveis radiação de Fukushima

 

Lusa/AO online   Internacional   20 de Out de 2011, 11:13

A Greenpeace pediu ao governo japonês para reforçar os controlos da radioactividade sobre o peixe e marisco, depois de ter detectado baixos níveis de radiação em mais de 30 produtos comprados em supermercados de Tóquio e do nordeste do país.
A organização ambientalista afirmou que testou 60 peixes e mariscos e detectou césio 134 e 137 em 34 deles, admitindo tratar-se de uma consequência do desastre nuclear causado pelo terramoto e tsunami de 11 de Março.

"Embora o conteúdo encontrado nas amostras esteja bastante abaixo do limite de 500 becqueréis por quilograma definido pelas autoridades japonesas, estes produtos representam, apesar de tudo, um risco para a saúde, especialmente para mulheres grávidas e crianças" disse Wakao Hanaoka, um activista da Greenpeace Japão.

As autoridades japonesas afirmaram que os produtos alimentares em causa não apresentam riscos para a saúde.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.