Grande asteróide aproximou-se da Terra sem qualquer risco de colisão

Grande asteróide aproximou-se da Terra sem qualquer risco de colisão

 

Lusa/AO online   Ciência   26 de Jan de 2015, 17:34

Um asteróide do tamanho de dois navios-cruzeiro aproximou-se da Terra, sem qualquer risco de colisão, anunciou a agência espacial norte-americana NASA.

 

O asteróide de 500 metros de diâmetro, batizado como 2004 BL86, cruzou o mais perto do planeta Terra, às 16:19 GMT, a 1,2 milhões de quilómetros, isto é, a uma distância três vezes a que separa a Terra da Lua.

A próxima passagem do asteróide perto da Terra ocorrerá dentro de 200 anos, igualmente sem risco de colisão.

"O asteróide não representa qualquer ameaça para a Terra no futuro, mas, uma vez que se aproximará relativamente perto, proporciona uma ocasião única para observar um objeto de tal tamanho e aprender mais", disse Don Yeomans, diretor do departamento da NASA encarregado de detetar objetos que passam perto do planeta.

O 2004 BL86 foi descoberto a 30 de janeiro de 2004. A grande maioria dos asteróides que sobrevoam a Terra é muito mais pequena, tem um diâmetro que varia entre os 15 e os 30 metros.

A NASA já identificou 95 por cento dos maiores asteroides, os que medem mais de um quilómetro de diâmetro, incluindo um que provocou a extinção dos dinossauros, há 65 milhões de anos, ao chocar contra a Terra.

Os cientistas ressalvam que uma colisão de um grande asteroide com a Terra é muito rara e nenhum dos que foram detetados apresenta um risco num futuro previsível.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.