Graciosa, São Jorge e Terceira com maior probabilidade de serem atingidas

Graciosa, São Jorge e Terceira com maior probabilidade de serem atingidas

 

Lusa/AO online   Regional   15 de Jan de 2016, 08:49

Graciosa, São Jorge e Terceira são as ilhas dos Açores com maior probabilidade de serem atingidas pelo furacão "Alex", que às 8h00 se encontrava a 210 quilómetros a sul da Terceira.

Segundo Carlos Ramalho, meteorologista da delegação regional dos Açores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), “as ilhas mais prováveis de serem atingidas são a Graciosa, Terceira e São Jorge”, todas do grupo central do arquipélago.

Um comunicado entretanto colocado na página do Facebook da delegação informa que, de acordo com o Centro de Furacões de Miami, nos Estados Unidos da América, o centro do furacão ‘Alex’ estava às 8:00 “a cerca de 210 quilómetros a sul da Terceira, dirigindo-se para norte com uma velocidade de cerca de 37 quilómetros/hora [hm/h], o que implica a sua passagem sobre as ilhas do grupo central dos Açores durante a manhã”.

“Muito embora haja indícios de algum enfraquecimento na sua estrutura, o ‘Alex’ deverá manter no essencial as características inicialmente previstas durante a sua passagem nos Açores”, reitera o IPMA, que mantém “a previsão de precipitação forte, ventos com rajadas que podem atingir os 160 km/h e ondas com altura máxima de 18 metros no grupo central”, do qual fazem parte, ainda, as ilhas do Pico e Faial.

Já o grupo oriental (São Miguel e Santa Maria) “será afetado com menos intensidade, com ventos com rajadas na ordem dos 130 km/h, ondas que podem ultrapassar os nove metros e precipitação forte”.

O mesmo comunicado adianta que “ao longo da tarde deverá verificar-se uma melhoria do estado do tempo nas ilhas” dos dois grupos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.