Governo Regional investiu cerca de 4 milhões de euros no setor da Habitação em 2017

Governo Regional investiu cerca de 4 milhões de euros no setor da Habitação em 2017

 

AO online   Regional   20 de Dez de 2017, 13:29

A Secretária Regional da Solidariedade Social revelou hoje na Lagoa, que, desde o início da legislatura, “já foram investidos cerca de 4 milhões de euros no setor da Habitação na ilha de São Miguel”, distribuídos pelos diversos programas de apoio disponibilizados pela Direção Regional da Habitação.

Foi atribuído “um milhão de euros destinado à recuperação de habitação degradada e que permitiu garantir apoios a 80 famílias da ilha de São Miguel”, refere Andreia Cardoso, citada por uma nota de imprensa do gabinete de comunicação do executivo regional, depois de declarações prestadas à margem de uma visita às obras do Loteamento do Paúl, na freguesia de Água de Pau, de construção de moradias para resolução de situações habitacionais.

 De acordo com a titular da pasta da Solidariedade Social, e no que concerne à vertente Incentivo ao Arrendamento do Programa Famílias com Futuro, São Miguel regista um investimento de cerca de 1,3 milhões de euros, só em 2017, em subvenções não reembolsáveis, atribuídas a mais de 730 famílias micaelenses.

 A secretária regional salientou ainda a importância da colaboração com os parceiros através da intervenção ao abrigo de protocolos com instituições particulares de solidariedade social e acordos de colaboração com as autarquias, os quais “a Região vem reforçando.”

 “Para além daquelas parcerias que estão estabelecidas diretamente com as autarquias, há também uma vertente de apoios destinados aos particulares, mas geridos pelas autarquias e que, no caso do ano de 2017, representaram 100 mil euros”, refere.

 “Um aspeto muito importante”, salienta Andreia Cardoso, “foram os apoios atribuídos no âmbito da Grave Carência Habitacional que são uma parcela bastante significativa do investimento, perfazendo mais de 1 milhão de euros” em arrendamentos de frações para solucionar as necessidades das famílias sem habitação própria.

 A visita realizada hoje incluiu, ainda, os loteamentos dos Prestes, na Freguesia de São Roque, dos Barões, na Freguesia de Fajã de Cima.

 Estas empreitadas representam um investimento de cerca de 300 mil euros, estando a sua conclusão prevista para o primeiro semestre de 2018, informa a mesma nota do Gabinete de Apoio à Comunicação Social.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.