Governo Regional destaca importância da iniciativa empresarial privada

Governo Regional destaca importância da iniciativa empresarial privada

 

Lusa/AO online   Regional   13 de Abr de 2018, 15:27

O Governo dos Açores assinalou esta sexta-feira que "criar as condições" para o potenciar da "iniciativa empresarial privada" é "um dos mais importantes desígnios que a nível político" deve ser perseguido.

"Facultar as condições e competências para que os nossos empreendedores possam concretizar os seus projetos - criadores de riqueza e de emprego -, é um objetivo que assumimos e estamos a concretizar", vincou  o diretor regional de Apoio ao Investimento e à Competitividade dos Açores, Ricardo Medeiros.

O governante falava em Ponta Delgada, na inauguração do Azores Craftlab, a primeira incubadora de artesanato da região autónoma, unidade, valorizou Ricardo Medeiros, de "características únicas no país".

"Atualmente, estão registadas no Centro Regional de Apoio ao Artesanato 559 unidades produtivas artesanais, quando, em 2012, esse número era de 359. Ou seja, há um aumento de 56%", destacou o diretor regional.

O executivo açoriano lançou, como "medida de apoio à sustentabilidade das empresas artensanais", o Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato, mecanismo ao qual "só este ano" concorreram 141 empresas com 220 projetos, vincou ainda Ricardo Medeiros.

E, concretizou, dirigindo-se a empresários e artesãos: "Contamos convosco, como podem contar com o Governo dos Açores para promover as empresas artesanais, numa perspetiva de favorecer a competitividade, a comercialização de produtos de qualidade e contribuir para a fixação da população, em especial jovem, ao criar novas oportunidades de negócio".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.