Governo regional da Catalunha pede à UE que atente a violação de direitos humanos

Governo regional da Catalunha pede à UE que atente a violação de direitos humanos

 

Lusa/AO online   Internacional   1 de Out de 2017, 21:45

O presidente do governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, disse hoje que o Estado espanhol “escreveu uma página vergonhosa” na sua relação com a região, apelando à União Europeia para que tenha em atenção a violação de direitos humanos.


“Nós, catalães, ganhámos o direito a sermos respeitados pela Europa. A União Europeia não pode continuar a virar a cara. Somos cidadãos europeus, que sofremos a vulnerabilização de direitos e liberdades, violações diretas da Carta Europeia de Direitos Fundamentais”, disse, numa declaração em que esteve acompanhado pelos restantes membros do executivo catalão.

Para Puigdemont, “a situação que se gerou na Catalunha pela intransigência e repressão, pela negação absoluta do reconhecimento da realidade, pela hostilidade face às exigências democráticas dos cidadãos do nosso país, já não é um assunto interno”, mas “um assunto de interesse europeu”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.