Função Pública

Governo quer repensar benefícios concedidos pela ADSE

Governo quer repensar benefícios concedidos pela ADSE

 

Lusa/AO online   Nacional   9 de Nov de 2010, 16:52

O secretário de Estado da Administração Pública, Gonçalo Castilho dos Santos, admitiu esta terça-feira em Aveiro que o Governo pretende repensar os benefícios concedidos pela ADSE, devido às actuais condições orçamentais e financeiras do País.
O Governo quer que, a partir de Janeiro, a inscrição no sistema de saúde dos funcionários públicos deixe de ser obrigatório e os que os actuais beneficiários possam “a todo o tempo” renunciar esta qualidade, de acordo com uma proposta enviada aos sindicatos do sector.

"Esta é uma proposta de alteração ao diploma da ADSE que será complementada com outros instrumentos, algumas portarias, em que se procura uma racionalização ao nível dos benefícios, no que diga respeito a algum tipo de instrumentos terapêuticos e de diagnóstico", explicou o membro do Governo.

Gonçalo Castilho dos Santos falava à margem de uma conferência sobre "Desafios para a Administração Pública no contexto da estratégia de consolidação orçamental" na abertura do ano escolar da Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas da Universidade de Aveiro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.