Governo palestiniano aposta na criação de Estado independente até ao verão de 2011


 

Lusa   Internacional   18 de Dez de 2010, 20:00

Os esforços encetados pelo governo palestiniano para desenvolver as instituições do Estado e impulsionar o crescimento económico criarão a base para um Estado independente até ao verão de 2011, afirmou hoje o primeiro-ministro palestiniano, Salam Fayyad

As declarações do chefe do governo foram proferidas durante uma reunião com a delegação do Conselho da Federação Russa, a decorrer na Palestina, destinada a discutir as perspetivas futuras para o Médio Oriente.

O governo palestiniano elogiou a Rússia pela convocação, urgente, de um encontro do Quarteto para o Médio Oriente (União Europeia, Nações Unidas, Rússia e Estados Unidos), que decorrerá em Moscovo.

"É hora de o Quarteto se tornar um instrumento eficaz para forçar os partidos às negociações", considerou Fayyad, enfatizando que a comunidade internacional deveria exortar Israel a dividir-se em dois Estados - Palestina e Israel.

A delegação russa realizará várias reuniões com representantes palestinianos nos próximos dias.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.