Iémen

Governo está a negociar libertação de reféns alemães e britânico


 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Jan de 2010, 11:14

O Iémen está a negociar a libertação de cinco alemães e de um britânico raptados há seis meses e que estão reféns em Saada (norte), anunciou esta terça-feira o chefe da diplomacia iemenita, Abu Bakr al-Kurbi.
"Os reféns foram localizados em Saada", feudo da rebelião xiita zaidita no norte do Iémen, "e estão a decorrer negociações para a sua libertação", declarou o ministro durante uma conferência de imprensa em Sanaa.

Al-Kurbi recusou dar mais pormenores sobre o local de detenção dos reféns, alegando que tal "poderia prejudicar a negociação".

O chefe da diplomacia alemã, Guido Westerwelle, anunciou, durante uma visita surpresa a Sanaa na segunda-feira, que as autoridades iemenitas tinham localizado os reféns. Agradeceu ao governo iemenita "os esforços que desenvolve para libertar os reféns".

Os cinco alemães, um casal e três crianças, e o britânico foram sequestrados em Junho. Os cadáveres de dois alemães e de uma sul-coreana, raptados na mesma altura, foram encontrados pouco depois do rapto.

O grupo de nove pessoas, membros de uma organização humanitária, foi raptado na região de Saada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.