Governo espanhol aprova hoje em Conselho de Ministros Orçamento de Estado para 2016

Governo espanhol aprova hoje em Conselho de Ministros Orçamento de Estado para 2016

 

Lusa/AO Online   Economia   31 de Jul de 2015, 07:39

O governo espanhol aprova hoje em Conselho de Ministros o Orçamento de Estado para 2016, que prevê aumentos salariais de 01 por cento para os funcionários públicos e - pela primeira vez desde 2007 - um saldo orçamental primário positivo.

O anúncio de que o OE espanhol para 2016 incluía um aumento salarial de 01% para os funcionários públicos ficou a saber-se na quinta-feira, após uma reunião do Governo com os representantes sindicais. Os salários da Função Pública em Espanha estavam congelados desde 2010.

No decorrer da reunião, o ministro também deu conta aos sindicatos que o Governo vai devolver aos funcionários público os restantes 75% do salário adicional cortado em 2012. Assim, os funcionários públicos espanhóis - que já tinham recebido 25% no início do ano - vão receber outros 25% do salário extra (no caso espanhol o subsídio de Natal) em setembro e os últimos 50% em 2016.

Por outro lado, e em linha com o que já tinha sido antecipado nos Planos de Estabilidade apresentados em finais de maio, o OE para 2016 deverá já apresentar um saldo orçamental primário positivo, ou seja as receitas serão maiores do que as despesas, não contando com os juros da dívida.

Espanha não registava um saldo primário positivo desde 2007.

Após a aprovação em Conselho de Ministros - o último antes das férias - o processo do Orçamento de Estado será retomado no Congresso dos Deputados (parlamento espanhol) a partir de 04 de agosto. O OE 2016 fixa um teto máximo para as despesas do Estado de 123,3 mil milhões de euros, menos 4,4% do que no documento para este 2015.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.