Governo dos Açores vai manter Estagiar L para os enfermeiros, Ordem recorre

Governo dos Açores vai manter Estagiar L para os enfermeiros, Ordem recorre

 

Lusa/AO Online   Regional   7 de Set de 2017, 06:39

O secretário Regional da Saúde disse que o Governo dos Açores vai manter o programa de estágios Estagiar L para os enfermeiros, tendo a bastonária Ana Rita Cavaco anunciado que a Ordem vai recorrer da decisão para a justiça.



“O programa Estagiar L tem-se aplicado, e vai continuar a aplicar-se aos licenciados em várias áreas, tais como enfermagem, economia, gestão, nutrição, psicologia, direito, veterinária, serviço social, etc”, declarou Rui Luís.

O governante falava na cerimónia de vinculação à profissão de enfermeiro, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, no âmbito da qual foram entregues cédulas profissionais a 39 novos elementos.

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros defendeu em setembro de 2016 que o Governo dos Açores deveria acabar, até ao final do ano, com estágios para os profissionais da classe, ao abrigo do programa Estagiar L, que considera ilegais.

“As vagas para os enfermeiros abrem em janeiro de 2017 e não queremos que abra o próximo Estagiar L para os profissionais da classe. É uma solução que nos parece de bom senso. Até ao final do ano resolve-se a situação e o estágio já não abre para os enfermeiros”, declarou, na altura, Ana Rita Cavaco aos jornalistas, na sequência de uma visita ao hospital de Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

O titular da pasta da Saúde, que destacou o bom relacionamento existente entre ambas as partes, referiu, por outro lado, que na sequência de um estudo pedido pelo executivo açoriano à Secção Regional da Região Autónoma dos Açores da Ordem dos Enfermeiros para apurar as necessidades de profissionais para assegurar os serviços de enfermagem, resultou o apuramento de 291 enfermeiros.

Rui Luís, que destacou terem entrado, nos últimos dois anos, para o Serviço Regional de Saúde, 136 enfermeiros para os três hospitais da região, centros de saúde e proteção civil, 41 dos quais já em 2017, adiantou que, na próxima semana, será aberto concurso para o Centro de Saúde de Santa Maria que prevê a admissão de quatro enfermeiros.

Ana Rita Cavaco, por seu turno, anunciou que, “infelizmente, o Governo Regional, como aparentemente vai continuar este caminho (mantendo o Estagiar L)”, a Ordem dos Enfermeiros “deu já entrada em tribunal da primeira ação judicial para acabar com esta ilegalidade".

“Não há portugueses de primeira nem de segunda e também não pode haver enfermeiros de primeira e de segunda. Connosco não vai acontecer”, declarou a bastonária.

O enfermeiro Luís Furtado, responsável pela Secção Regional da Região Autónoma dos Açores da Ordem dos Enfermeiros, referiu, por seu turno, que o “esforço que está sendo empregue na contratação de enfermeiros para as instituições do Serviço Regional de Saúde da região não está a ser o suficiente”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.