Governo dos Açores vai investir 1 ME na rede de telecomunicações dos bombeiros

Governo dos Açores vai investir 1 ME na rede de telecomunicações dos bombeiros

 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Jun de 2015, 20:45

O secretário regional da Saúde dos Açores revelou hoje que o Governo Regional, através do serviço da proteção civil, vai investir ainda este ano um milhão de euros na melhoria da rede de telecomunicações dos bombeiros.

“O grande investimento que iremos fazer este ano prende-se com a rede de telecomunicações dos próprios bombeiros”, declarou Luís Cabral, aos jornalistas, à margem de um encontro de bombeiras dos Açores, que decorreu no sábado e hoje na Ribeira Grande, na ilha de São Miguel.

De acordo com o titular da pasta da Saúde, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) possui neste momento uma parceria com as associações humanitárias dos bombeiros da região que visa assegurar o transporte terrestre de emergência, estando a verba para o efeito orçada em 3,6 milhões de euros, sendo “paga regularmente”.

“Temos ainda no plano de investimentos do SRPCBA cerca de oito milhões de euros não só para apoiar as associações humanitárias naquilo que é a qualificação e construção de novos quartéis, mas também para aquilo que são serviços gerais do próprio funcionamento do serviço”, declarou Luís Cabral.

O secretário regional referiu que o executivo açoriano tem vindo a trabalhar para melhorar a qualidade do serviço prestado pelo SRPCBA, afirmando que se criou recentemente uma proposta de decreto legislativo regional que veio rever as regalias dos bombeiros na região e consagrar as diferenças existentes em relação ao continente.

Referindo-se especificamente à presença feminina nas corporações dos Açores, o governante declarou hoje que o executivo regional tem vindo a apoiar a adaptação dos quartéis às suas bombeiras.

“Muitos dos quartéis estavam virados para a vertente masculina, não havendo condições de trabalho para a vertente feminina”, frisou.

Luís Cabral referiu que o quartel dos bombeiros da ilha de Santa Maria vai ser uma das unidades que vai ser alvo de adaptações, visando dotá-lo de alojamentos adequados e uma organização que contemple também a presença feminina.

O responsável pela Saúde do executivo açoriano considerou ser importante a presença das mulheres nos corpos de bombeiros dos Açores pelo dinamismo que representam e imagem que se transmitem para a população.

Luís Cabral referiu que toda a componente da organização dos corpos de bombeiros transmite que é possível ser bombeiro independentemente do sexo ou limitações que se possa ter, sendo, desta forma, a organização inclusiva.

Quatro elementos femininos da corporação da Ribeira Grande ( Alda Ferreira, Carla Araújo, Joana Costa e Sandra Figueiredo) sentiram a necessidade de promover um evento em que se pudessem conhecer, partilhar experiências e analisar uma atividade que consideram ser ainda maioritariamente masculina, daí o encontro de bombeiras dos Açores.

De acordo com fonte do SRPCBA, neste momento as bombeiras já representam 33% do efetivo regional, que totaliza cerca de 850 elementos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.