Governo dos Açores quer homenagear Guterres no Dia da Região

Governo dos Açores quer homenagear Guterres no Dia da Região

 

Lusa/AO online   Regional   15 de Abr de 2016, 18:41

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, propôs à Assembleia Legislativa Regional a homenagem ao ex-primeiro-ministro e candidato a secretário-geral das Nações Unidas António Guterres e ao embaixador Nuno Brito no Dia da Região.

 

Numa carta a que a agência Lusa teve hoje acesso, Vasco Cordeiro, usando a prerrogativa que lhe assiste no diploma que instituiu as insígnias honoríficas açorianas, propõe ao parlamento regional "o agraciamento de dois cidadãos nacionais portugueses" que considera "merecedores do reconhecimento público por parte do povo açoriano, expresso pelos seus representantes eleitos".

António Guterres foi primeiro-ministro dos XIII e XIV governos constitucionais e Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, sendo candidato ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas.

Nuno Brito foi embaixador de Portugal em Washington entre dezembro de 2010 e setembro de 2015, sendo atualmente embaixador Representante Permanente de Portugal junto da União Europeia.

Para Vasco Cordeiro, a ação de António Guterres "merece ser reconhecida publicamente no que diz respeito aos Açores", pois foi "um dos impulsionadores da elaboração e aprovação da Lei de Finanças das Regiões Autónomas" que, "juntamente com a autonomia legislativa, constitui um dos pilares fundamentais das autonomias regionais, na medida em que introduziu mais estabilidade, mais segurança e mais certeza jurídica na relação financeira entre o Estado e as regiões autónomas".

O presidente do Governo Regional invoca, ainda, a "manifestação pronta e efetiva de solidariedade para com os Açores na sequência das várias intempéries e catástrofes naturais que assolaram" a região no período em que Guterres foi primeiro-ministro, sugerindo a atribuição da Insígnia Autonómica de Valor.

Na carta dirigida à presidente da Assembleia Legislativa dos Açores, Ana Luís, o chefe do executivo propôs ainda que o embaixador Nuno Filipe Alves Salvador e Brito seja agraciado com a Insígnia Autonómica de Reconhecimento, justificando com o trabalho "no âmbito do redimensionamento das forças norte-americanos" na base das Lajes, na ilha Terceira.

"O acompanhamento e defesa das pretensões dos Açores no âmbito desse processo, o aturado trabalho de mobilização de vontades, nomeadamente no que ao congresso dos Estados Unidos da América diz respeito, bem como a permanente disponibilidade para aconselhar, intervir e defender os interesses dos Açores junto de diversas entidades, justificam esse ato de reconhecimento", lê-se na carta.

O Dia da Região é comemorado este ano a 16 de maio.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.