Governo dos Açores insatisfeito após encontro com Assunção Cristas sobre setor leiteiro

Governo dos Açores insatisfeito após encontro com Assunção Cristas sobre setor leiteiro

 

Lusa/AO Online   Regional   22 de Set de 2015, 12:52

O secretário regional da Agricultura e Florestas dos Açores, Luís Neto Viveiros, disse hoje ter saído insatisfeito de um encontro com a ministra da Agricultura, na segunda-feira, em que foram discutidos os apoios ao setor do leite.

 

"Tive oportunidade de, mais uma vez, apresentar à senhora ministra as nossas reivindicações, que passavam pela majoração dos apoios aos agricultores açorianos, mas, embora a proposta não tenha sido literalmente rejeitada, não encontrou o eco que desejávamos", lamentou Neto Viveiros, em declarações à Lusa.

O executivo dos Açores pretende que 45% dos apoios comunitários destinados ao setor do leite (4,8 milhões de euros) sejam atribuídos à região, mas o governante adiantou que a solução que a ministra Assunção Cristas pretende adotar é a "repartição equitativa" por todos os agricultores do país.

"Nós reivindicávamos cerca de 45% dessas ajudas, com base não apenas no peso do setor leiteiro açoriano, mas também nos custos acrescidos da insularidade, em matéria de produção e comercialização dos produtos", recordou o titular da pasta da Agricultura.

Segundo Luís Neto Viveiros, a ministra da Agricultura pretende fazer chegar esses apoios aos agricultores já no decorrer do mês de outubro, provavelmente integrados nos pagamentos dos prémios leiteiros aos produtores.

O governante adiantou ainda que as linhas de crédito criadas pelo Governo da República para ajudar a ultrapassar a crise que se vive no setor leiteiro em Portugal também será extensível aos produtores açorianos.

Luís Neto Viveiros insiste que se trata de "uma ajuda manifestamente pequena" para todos os agricultores do país.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.