Governo dos Açores diz que o novo modelo de transportes aéreos beneficiou todas as ilhas

Governo dos Açores diz que o novo modelo de transportes aéreos beneficiou todas as ilhas

 

Lusa/AO Online   Regional   13 de Ago de 2015, 07:13

O presidente do Governo Regional dos Açores considerou, na quarta-feira, que o novo modelo de transportes aéreos tem beneficiado todas as ilhas da região, dando como exemplo o crescimento do turismo na ilha de São Jorge.

"Os últimos dados que são conhecidos do Serviço Regional de Estatística demonstram claramente que este modelo está a servir todas as ilhas da nossa região. Está no fundo a reverter em benefício de todas as ilhas da nossa região, sobretudo numa matéria que tem a ver com o setor turístico e com um novo impulso que foi dado a este setor", frisou Vasco Cordeiro.

O governante, que falava cerimónia de reabertura do Auditório Municipal das Velas, na ilha de São Jorge, deu como exemplo desse benefício em todas as ilhas o crescimento do número de dormidas e de proveitos do turismo em São Jorge.

De acordo com o presidente do executivo açoriano, só na ilha de São Jorge, em comparação com o ano anterior, houve um crescimento de cerca de 60% no número de dormidas em maio, e de cerca de 30% no período entre janeiro e maio, também em comparação com data homóloga.

Já os proveitos totais do setor do turismo cresceram 33,4%, entre janeiro e maio de 2015, em comparação com o ano anterior.

O novo modelo de acessibilidades aéreas aos Açores, que entrou em vigor a 29 de março passado, liberalizou as rotas do continente para as ilhas de São Miguel e Terceira, ficando as restantes 'gateways' com obrigações de serviço público.

Segundo Vasco Cordeiro, aquando da negociação e da implementação, havia dúvidas sobre a possibilidade de apenas algumas ilhas serem beneficiadas, tendo em conta as diferentes realidades de cada uma, mas os números mais recentes do turismo provam que isso não aconteceu.

O presidente do executivo açoriano considerou que as novas obrigações de serviço público inter-ilhas vão provocar também uma "diminuição muito significativa do preço das tarifas aéreas".

Dando novamente como exemplo a ilha de São Jorge, Vasco Cordeiro disse que uma viagem dali para a Terceira baixa de 99 para 90 euros e uma viagem de São Jorge para São Miguel baixa de 160 para 120 euros.

Para Vasco Cordeiro, medidas como o novo modelo de transportes aéreos ou a candidatura das fajãs de São Jorge a património da Unesco devem ser aproveitadas e rentabilizadas pelos empreendedores açorianos, porque trazem "valor acrescentado" à região.

O presidente do Governo Regional destacou também o trabalho e os resultados positivos do setor cooperativo da ilha de São Jorge nos últimos anos, elogiando os agricultores e os responsáveis pelas cooperativas.

"O Governo Regional dos Açores alterou a sua intervenção ou a sua postura em relação a essa matéria, mas julgo que em primeiro lugar é devido aos agricultores jorgenses e aos responsáveis pelo movimento cooperativo o reconhecimento pelo trabalho que tem sido feito e que no fundo acaba por ser a garantia de perspetivas de futuro para um setor tão importante para a economia desta ilha", frisou.

Na reabertura do Auditório Municipal das Velas, que foi reabilitado com recurso a fundos comunitários, Vasco Cordeiro salientou que as infraestruturas devem ser "consideradas como ferramentas" e não como a solução para os desafios que a região tem pela frente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.