João Ponte considera naturais críticas da Associação Agrícola

João Ponte considera naturais críticas da Associação Agrícola

 

Lusa/Açoriano Oriental   Regional   10 de Mar de 2017, 17:16

O secretário regional da Agricultura e Florestas nos Açores considerou "perfeitamente naturais" as críticas da Associação Agrícola de São Miguel, anunciando que vai reunir, este mês, com o ministro da Agricultura em Lisboa.

"As críticas são perfeitamente naturais de quem está do lado dos agricultores e tem uma posição de reivindicação. Vemos isso com toda a naturalidade, mas não nos afasta do que é a nossa linha estratégica de desenvolvimento da região no setor agrícola", afirmou aos jornalistas João Ponte, à margem de visitas a diversas instituições na ilha do Pico.

O secretário regional da Agricultura e Florestas alegou que no caso das contribuições para a Segurança Social, o problema não é apenas regional, mas nacional, e que o Governo açoriano está a acompanhar este assunto.

"O que se passa nos Açores passa-se a nível nacional. Esta é uma matéria que o Governo Regional tem acompanhado. Naturalmente, no próximo dia 22 vou estar com o senhor ministro da Agricultura e esse é um dos assuntos, entre outros, que levarei", assegurou João Ponte, manifestando-se preocupado principalmente com o caso dos jovens agricultores.

Segundo disse o governante açoriano, "é preciso não esquecer que muito recentemente" os projetos de investimento realizados pelos agricultores deixaram de ser considerados para efeitos de descontos para a Segurança Social e esta "foi uma vitória do Governo Regional, que muito se empenhou nesse processo".

Quanto à continuidade do apoio anual de 45 euros por vaca, João Ponte revelou que "ainda não há decisão sobre esta matéria".

"O Governo Regional cumpriu com aquilo que eram os seus compromissos neste apoio suplementar, que representou um investimento de 3,2 milhões de euros em 2015 e 2016", sustentou o governante, acrescentando que "foi dito pelo Governo no Conselho de Concertação Estratégica que iria continuar a avaliar a situação, nomeadamente os mercados internacionais do setor dos laticínios, que neste momento estão em recuperação".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.