Governo dos Açores com interesse em acolher agência de investigação internacional

Governo dos Açores com interesse em acolher agência de investigação internacional

 

Lusa/AO Online   Regional   11 de Abr de 2016, 16:53

O secretário do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores, Fausto Brito e Abreu, manifestou hoje o interesse da região em acolher uma agência de investigação internacional.

Fausto Brito e Abreu reuniu-se hoje com o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, em Lisboa, tendo frisado, em declarações à Lusa, que a hipótese é ter nos Açores um centro de investigação dedicado a várias áreas, nomeadamente nos domínios da energia, clima e alterações climáticas e oceanos.

"O ministro da Ciência esteve nos Estados Unidos América recentemente e, durante reuniões com a administração norte-americana, foi destacado o potencial que os Açores têm para fazerem um papel de charneira entre a União Europeia e os Estados Unidos da América para fortalecer de alguma forma a cooperação com os norte-americanos”, salientou Fausto Brito e Abreu.

“Depois, dei conhecimento de algumas diligências que temos vindo a fazer a nível regional da cooperação científica, nomeadamente com a China em questões ligadas com os oceanos", acrescentou.

A 01 de abril, Manuel Heitor disse, no final de uma visita aos Estados Unidos, que Portugal e aquele país acordaram reforçar a cooperação científica e tecnológica, o que inclui a possibilidade de criar, nos Açores, uma agência de investigação internacional direcionada para as áreas do clima, da energia e do mar.

Para o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, faz "todo o sentido aproveitar a centralidade geoestratégica dos Açores”.

A região, sublinhou, tem “um potencial especial para desenvolver investigação em áreas do clima e alterações climáticas, da energia e dos oceanos”.

O governante açoriano afirmou ainda que no encontro foi também abordada a realização de um ‘workshop’ de cooperação científica entre os Açores e a China, na área das ciências do mar, além de projetos espaciais na região.

A questão das verbas para a Universidade dos Açores foi igualmente analisada.

O secretário regional mostrou a sua satisfação com o facto de o Governo da República ter decidido recuar na cativação de verbas das instituições públicas do ensino superior, o que no caso da academia açoriana iria retirar cerca de 670 mil euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.