Governo dos Açores autoriza conjunto de obras na ilha de São Jorge

Governo dos Açores autoriza conjunto de obras na ilha de São Jorge

 

Lusa/AO Online   Regional   1 de Jun de 2016, 13:08

O Governo dos Açores deu aprovação a um conjunto de obras em São Jorge, ilha onde hoje o executivo regional terminou a visita estatutária, destacando-se investimentos na área da saúde, agricultura ou transportes.

 

Segundo o comunicado do Conselho do Governo, que reuniu na terça-feira à noite nas Velas e hoje foi apresentado pela secretária regional Adjunta da Presidência para os Assuntos Parlamentares, foi adjudicada a reabilitação do centro de saúde das Velas, obra de 1,3 milhões de euros.

Isabel Rodrigues explicou que a beneficiação do centro de saúde garante “melhores condições no internamento e consulta externa, bem como a relocalização do serviço de fisioterapia”, classificando como “cruciais” as obras para “o processo de acreditação em curso” e a qualificação dos cuidados de saúde.

No decurso da visita estatutária, o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, anunciou também obras de requalificação no centro de saúde da Calheta.

Ainda na saúde, foi autorizada a abertura de concurso para admissão de técnicos de serviço social e terapia ocupacional, e um psicólogo para a unidade de saúde da ilha de São Jorge.

Ao nível dos transportes, o Governo Regional incumbiu a Portos dos Açores de construir uma rampa “roll on – roll off”, na Calheta, adequada aos navios de transporte de passageiros e viaturas, com um valor base de 600 mil euros, tendo determinado intervir no troço da estrada regional entre o aeródromo e a ribeira do Almeida, obra de um milhão de euros.

“Este troço de estrada reveste-se de vital importância no contexto da rede viária regional da ilha”, dado servir o tráfego rodoviário com origem e destino no porto das Velas e no aeródromo, afirmou a secretária regional.

A ampliação do entreposto frigorífico das Velas, a limpeza de 80 quilómetros de caminhos rurais e florestais, para facilitar o acesso às explorações agropecuárias, e a segunda fase da beneficiação do matadouro de São Jorge foram outras das deliberações do Conselho do Governo.

O executivo açoriano determinou, ainda, atribuir apoios a várias entidades e celebrar contratos de cooperação com os dois municípios da ilha, destacando-se, também, a decisão de desencadear os procedimentos para o “plano de ação da Reserva da Biosfera das Fajãs de São Jorge”, que inclui “um programa integrado de desenvolvimento sustentável”.

A ilha de São Jorge tem mais de sete dezenas de fajãs, pequenas planícies férteis junto ao mar que tiveram origem em desabamentos de terras ou lava. São o principal cartaz turístico da ilha, conhecida também pelo seu queijo.

As visitas estatutárias são uma imposição do Estatuto Político-Administrativo dos Açores. Este determina que o executivo regional deve visitar cada uma das ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano e que o Conselho do Governo reúna na ilha visitada.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.