Governo dos Açores aprova concurso de 9ME para parque tecnológico da Terceira

Governo dos Açores aprova concurso de 9ME para parque tecnológico da Terceira

 

Lusa/AO Online   Regional   23 de Jul de 2015, 07:33

O Governo dos Açores anunciou hoje o lançamento dos concursos para a construção do Parque de Ciência e Tecnologia da Terceira e a ampliação do parque de exposições da mesma ilha.

O Conselho do Governo dos Açores aprovou o lançamento dos dois concursos públicos, numa reunião na terça-feira, cujas conclusões foram hoje reveladas.

O concurso para a construção do Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira tem um preço base de nove milhões de euros e o prazo de execução da obra é de 18 meses.

Quanto ao concurso para a empreitada do Parque Multissetorial da Ilha Terceira – Ampliação do Parque de Feiras e Exposições, o valor base são 4,4 milhões de euros e o prazo de execução é de 16 meses.

A construção do Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira está prevista há vários anos, tendo o Governo Regional garantido, em 2009, que a obra estaria concluída até ao final daquela legislatura (2012).

O parque será instalado num antigo hospital militar na freguesia da Terra Chã, em Angra do Heroísmo, cujas instalações, agora praticamente abandonadas, acolheram a Universidade dos Açores.

O projeto vai ainda remodelar as atuais infraestruturas do Centro de Biotecnologia dos Açores.

Num comunicado hoje divulgado, o Governo Regional sublinha que "esta infraestrutura, no âmbito do Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT), irá contribuir para o desenvolvimento económico desta ilha, permitindo criar condições privilegiadas para transferência de conhecimento entre os organismos de ciência e de investigação e o tecido empresarial da Região e a criação de postos de trabalho qualificado em áreas científicas como a biotecnologia e a agroindústria, mas também em indústrias culturais e criativas".

No mesmo comunicado, o executivo açoriano sublinha que sete meses após ter sido aprovado, o PREIT "já atingiu uma taxa de execução de 55% das medidas em desenvolvimento e concretizadas", no que toca à parte da competência da região, com vista a "reduzir o impacto na economia da ilha da decisão dos EUA de redução da presença na Base das Lajes".

Ainda no âmbito do PREIT, na terça-feira, o Governo Regional autorizou também a celebração de um contrato com a Sociedade de Promoção e Reabilitação de Habitação e Infraestruturas (SPRHI), com vista à construção de 22 edifícios habitacionais em Santa Cruz, Praia da Vitória, especificando que "o volume de investimento associado a este contrato é de 2,2 milhões de euros".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.