Governo dos Açores admite criar período de defeso à pesca de goraz

Governo dos Açores admite criar período de defeso à pesca de goraz

 

Lusa/AO Lusa   Regional   26 de Jun de 2015, 19:17

O secretário regional do mar, Ciência e Tecnologia admitiu hoje que o Governo quer criar, ainda este ano, um período de defeso para evitar que o goraz seja pescado nos meses em que tem menor valor comercial.

Fausto Abreu falava à saída de uma reunião com o presidente da Federação de Pescas dos Açores, realizada na cidade da Horta.

O presidente da Federação de Pescas dos Açores manifestou preocupação com a pesca do goraz (uma das espécies mais procuradas nos Açores), uma vez que os pescadores açorianos já terão capturado "cerca de 65% da quota" que lhes foi atribuída.

O secretário regional adiantou ainda ter todos os cenários em aberto no que respeita à legislação da pesca lúdica na Região, tendo em conta a contestação gerada em torno de uma proposta apresentada pela Federação de Pescas relativamente à limitação de capturas para os pescadores da pesca lúdica.

"Podemos não alterar de todo a atual legislação”, afirmou Fausto Abreu, lembrando que a questão nem constou no Programa do Governo.

“A discussão está em aberto, por isso, podemos não mudar nada, como podemos mudar tudo", referiu o titular da pasta das pescas no arquipélago.

A contestação da Federação tem como base, segundo o presidente, Gualberto Rita, a dizer que a preocupação com a preservação dos recursos marinhos nos mares dos Açores, que, segundo sublinhou, "deve ser de todos" e não apenas dos pescadores profissionais.

"Não vemos motivo para tanta preocupação. Os limites que estamos a propor são justos, mas estamos dispostos a negociar com a pesca lúdica, no sentido de alterar o que está em cima a mesa", ressalvou Gualberto Rita, lembrando, no entanto, que os pescadores "têm de estar conscientes de que a limitação de capturas tem de ser transversal a todos".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.