Governo dos Açores admite 1.100 novos casos de cancro por ano na Região

Governo dos Açores admite 1.100 novos casos de cancro por ano na Região

 

Lusa/AO Online   Regional   19 de Mai de 2018, 18:52

O secretário regional da saúde dos Açores, Rui Luís, admitiu que anualmente "surgem cerca de 1.100 novos casos de cancro" na região e destacou o investimento feito pelo executivo açoriano nos rastreios como forma de "prevenção primária".

"O Registo Oncológico, numa série de 1997 a 2014, revela-nos que todos os anos surgem nos Açores cerca de 1.100 novos casos de cancro", informou Rui Luís citado numa nota enviada hoje às redações pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GACS) do Governo Regional dos Açores. Segundo a mesma nota, esse número foi revelado por Rui Luís no âmbito das Jornadas de Radioncologia, que decorreram esta sexta-feira, em Ponta Delgada. Rui Luís falava sobre o investimento feito pelo Governo Regional em "programas de rastreios oncológicos" como forma de "prevenção primária" adequada "à realidade arquipelágica". "Temos quatro rastreios a funcionar nos Açores, tendo sido rastreadas cerca de 180 mil pessoas e, por essa via, já foram detetados perto de 400 cancros, o que tem sido muito positivo, porque são deteções precoces e é fundamental para a evolução no tratamento", afirmou Rui Luís. O governante anunciou, também, a criação de uma "rede de referenciação oncológica" nos Açores, destacando a importância da prevenção, do diagnóstico, do tratamento e do acompanhamento dos doentes oncológicos da Região. "Na última reunião do Conselho Consultivo de Combate à Doença Oncológica foi analisada uma proposta de criação de uma Rede de Referenciação Oncológica, havendo abertura por parte da Direção Regional de Saúde, pelo que penso que, muito em breve, teremos uma ferramenta importante para melhorar as condições de diagnóstico dos doentes oncológicos", revelou Rui Luís à margem de uma mesa redonda sobre 'Insularidade e Investimentos em Oncologia'. O secretário regional da saúde referiu, ainda, que estão a ser elaborados protocolos de abordagem comum entre os três hospitais dos Açores (hospitais de Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Horta) para o diagnóstico, tratamento e seguimento da doença oncológica.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.