Governo dos Açores abre em breve concurso para financiar projetos de investigação

Governo dos Açores abre em breve concurso para financiar projetos de investigação

 

Lusa/AO Online   Regional   13 de Abr de 2015, 13:19

O secretário da Ciência e Tecnologia dos Açores anunciou o lançamento, em breve, de um concurso para financiar projetos de investigação científica, o que vai permitir a contratação de investigadores, e de novas bolsas para doutoramento e pós-doutoramento.

“Vamos poder lançar brevemente um concurso para financiamento de projetos de investigação científica no quadro dos quais poderão os centros contratar, no âmbito destes projetos, investigadores para continuarem as linhas de investigação”, disse Fausto Brito e Abreu, em declarações aos jornalistas.

Fausto Brito e Abreu falava após uma visita ao Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Universidade dos Açores, em Ponta Delgada, onde avançou também que, "em breve, e antes do verão", deverão ser lançadas "novas bolsas para doutoramento e pós-doutoramento".

“No caso das bolsas, recorremos ao Fundo Social Europeu, que está quase em final da sua regulamentação, enquanto no que se refere aos projetos de investigação científica, o programa operacional FEDER vai ser o elemento cofinanciador do concurso, que dentro de poucas semanas deverá ser anunciado”, explicou, assegurando que o executivo regional está “a trabalhar para "aumentar substancialmente" o montante do último concurso, realizado "já há alguns anos".

O governante açoriano explicou que ainda está a ser visto o montante que será possível obter de cofinanciamento, mas disse que pretende que seja "um número francamente superior, mais do dobro, do concurso anterior, que foram cerca de 700 mil euros na globalidade".

"Gostaríamos de um valor superior a dois milhões e é neste sentido que estamos a trabalhar. Mas é cedo para estar a anunciar", afirmou.

Quanto ao número de bolsas, Fausto Brito e Abreu adiantou que será “francamente inferior ao número do último concurso”, lembrando que as bolsas iniciaram-se em 2012.

Fausto Brito e Abreu sublinhou que os centros "precisam de previsibilidade e de uma entrada mais regular, de preferência anual, de novos investigadores no sistema científico" e referiu o caso do Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos, que é "pluridisciplinar" e que "a nível nacional" é o centro da área das ciências da terra com a classificação mais alta nas avaliações que estão a ser feitas pela Fundação de Ciência e Tecnologia.

"O que estamos a tentar fazer é criar condições para podermos todos os anos, idealmente na primeira metade de cada ano, e a seguir às candidaturas que são abertas a nível nacional, fazer as candidaturas a nível regional para acolher alguns investigadores", referiu ainda.

Questionado sobre a questão da tripolaridade da Universidade dos Açores, sustentou que o Governo Regional "tem todo o interesse em trabalhar" com a academia açoriana para "definir um valor de quanto custa efetivamente a tripolaridade".

"Sei que a reitoria está a trabalhar neste sentido. Agora tenho imenso interesse em saber qual vai ser o valor e qual a metodologia utilizada e esta metodologia será depois descortinada pelo Governo [Regional] e seguramente tentar-nos-emos aproximar, dentro do possível, do valor real que a universidade tem por ter essa tripolaridade", sublinhou.

A diretora do Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos, Gabriela Queiroz, disse que as principais preocupações prendem-se com "a manutenção de recursos humanos" e ainda "o financiamento de base à atividade dos centros.

“Tivemos toda a atenção do senhor secretário, que partilha connosco essas preocupações, e, portanto, agora esperamos que a nível do Governo [dos Açores] possa haver incentivos a melhorar essas situações”, referiu a responsável, que disse depositar esperanças numa "melhoria dos financiamentos" em relação aos últimos anos.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.