Governo dos Açores abate árvore centenária após danos em casas, lojas e viaturas


 

Lusa/AO Online   Regional   24 de Jan de 2017, 12:18

O Governo dos Açores vai abater um exemplar centenário de uma araucária, na Horta, ilha do Faial, na sequência dos danos provocados em dezembro em casas, lojas e viaturas, devido à queda de ramos.

 

Em resposta a um requerimento entregue pelo PSD no parlamento regional, o executivo açoriano informa que a medida visa "garantir a segurança de pessoas e bens”.

A decisão surge após os estragos com a queda de ramos daquela árvore, situada nas traseiras da Biblioteca Pública e Arquivo da Horta, em moradias, estabelecimentos comerciais e viaturas.

"Com base nas apreciações técnicas da Câmara Municipal da Horta, da Direção Regional do Ambiente, da Direção Regional dos Recursos Florestais e da Direção Regional da Cultura, e para garantir a segurança de pessoas e bens nas zonas circundantes, concluiu-se ser necessário abater a referida árvore", justifica o Governo dos Açores, do PS.

Entretanto, o secretário Regional da Educação e Cultura, Avelino Meneses, "já autorizou o pagamento”, superior a 50 mil euros, dos danos causados pela queda dos ramos daquela araucária, que danificou o telhado de uma moradia e de um estabelecimento comercial, e provocou igualmente prejuízos em janelas e equipamentos informáticos.

O Governo dos Açores desencadeou, também, o processo para a desclassificação da árvore (classificada como bem de interesse municipal), para que possa proceder ao seu abate.

Os deputados do PSD na Assembleia Legislativa dos Açores eleitos pela ilha do Faial, Carlos Ferreira e Luís Garcia, entregaram em dezembro um requerimento a questionar o Governo Regional sobre se iria assumir responsabilidade pelos prejuízos e indemnizar os visados.

A ‘araucária heterophylla’ é uma árvore de grande porte, com o formato de um cone e comum nos Açores, chegando a atingir vários metros de altura.

Em janeiro de 2010, a Lusa noticiou que a maior araucária da Europa estava situada na margem da lagoa das Furnas, na ilha de São Miguel.

Este exemplar, da espécie 'araucária heterophylla', tinha então "entre 150 a 200 anos", medindo 50,10 metros de altura e 1,90 metros de diâmetro. No ano seguinte foi classificada como sendo de Interesse Público pelo executivo açoriano.

A 'araucária heterophylla' é uma árvore que pode ser encontrada em várias regiões do mundo, desde as zonas mais frias até às mais quentes, podendo ser vista em cidades como o Rio de Janeiro ou em ilhas do Pacífico como a Nova Caledónia.

As folhas desta árvore são agulhas com cerca de um centímetro de comprimento nas plantas jovens, que crescem até aos 10 centímetros quando atingem a idade adulta, altura em que abrem e libertam pinhões que são comestíveis.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.