Governo diz que ranking das escolas regista ligeiras melhorias nos Açores

Governo diz que ranking das escolas regista ligeiras melhorias nos Açores

 

Lusa / AO online   Regional   3 de Fev de 2018, 18:56

A secretaria regional da Educação e Cultura considerou hoje que o ranking das escolas hoje divulgado "regista" nos Açores "ligeiras melhorias em relação ao ano letivo anterior, designadamente no Ensino Básico".


"Os dados hoje divulgados pela comunicação social relativos aos exames efetuados pelos alunos dos Açores que frequentaram a escola durante o ano letivo de 2016/2017 registam ligeiras melhorias em relação ao ano letivo anterior, designadamente no Ensino Básico", sustenta numa nota divulgada hoje pela secretaria, a propósito dos resultados dos exames nacionais.

A tutela nos Açores destaca que no Ensino Básico três escolas obtiveram agora média positiva, nomeadamente o Colégio do Castanheiro (ilha de São Miguel), a Escola Básica e Secundária das Flores e a Escola Secundária Antero de Quental (ilha de São Miguel), nesta média geral que engloba as provas de Português e Matemática, contra apenas duas em 2016.

"Verifica-se ainda que 16 escolas dos Açores estão acima do Valor Esperado, contra 11 em 2016, e que, das 25 escolas da Região integradas no ranking, 14 subiram de posição a nível nacional em igual período, o que significa que mais de metade do total das escolas melhoraram a sua prestação, bem como subiram também a média", lê-se ainda na nota divulgada pelo executivo açoriano.

A secretaria regional da Educação, tutela por Avelino Meneses, destaca ainda que "25 escolas dos Açores com 3.º Ciclo, e as que não figuram no ranking por terem realizado menos de 50 provas, melhoraram a média em relação a 2016".

Ao nível do Secundário, "não se verificaram alterações significativas comparativamente ao ano letivo anterior, no entanto, em relação ao Valor Esperado nos Açores (média esperada tendo em conta os contextos semelhantes e a proporção de exames de cada disciplina) registou-se uma ligeira melhoria", sublinha ainda a nota.

Os primeiros 27 lugares das escolas com melhores médias nos exames nacionais do secundário são ocupados por colégios privados, registando-se uma subida de cinco lugares das escolas públicas no 'ranking' elaborado pela Lusa.

É no Porto que se encontram as escolas pública e privada com melhores resultados nos exames do secundário, segundo um 'ranking' elaborado pela agência Lusa tendo em conta as médias dos alunos internos das escolas onde se realizaram mais de cem provas.

Os alunos do Colégio Nossa Senhora do Rosário, no Porto, voltaram a destacar-se ao conseguirem a melhor média nacional, com 15,02 valores em 479 exames realizados.

Numa lista de 521 estabelecimentos de ensino, a primeira escola pública surge em 28.º lugar, graças aos estudantes da Secundária Garcia de Orta, também no Porto, que fizeram 796 exames e obtiveram uma média de 12,91 valores.

Comparando com o ano anterior, quando os primeiros 33 lugares da lista foram ocupados por privados, verifica-se uma ligeira subida das escolas públicas.

As dez escolas públicas com melhores resultados encontram-se nos primeiros 50 lugares da lista, sendo que, muitas vezes, as diferenças entre elas só são percetíveis olhando para as centésimas.

Este ano, os resultados mais fracos voltaram a registar-se em escolas inseridas em realidades distintas, desde o Barreiro, no distrito de Setúbal, as ilhas dos Açores e Madeira e em Timor-Leste, onde se verificaram médias negativas e disparidades significativas entre a média de exame e a média da nota atribuída pela escola aos alunos (CIF).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.