Governo determina inquérito à morte de paciente do Hospital de Ponta Delgada

Governo determina inquérito à morte de paciente do Hospital de Ponta Delgada

 

Lusa/AO online   Regional   8 de Mar de 2016, 17:14

O Governo determinou a abertura de um inquérito para apurar as causas da morte de uma paciente do Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, que faleceu na passada semana após duas idas à urgência.

Numa nota divulgada às redações, o secretário regional da Saúde, Luís Cabral, referiu a necessidade do "apuramento dos factos relacionados com o caso", noticiado pela RTP/Açores, de uma utente que morreu "depois de ir dois dias seguidos às urgências e de ser mandada para casa".

A nota adianta que, "apesar de não ter dado entrada qualquer queixa sobre este caso, quer no Hospital de Ponta Delgada, na Inspeção Regional da Saúde, no provedor de Saúde ou na secretaria regional", a tutela decidiu instaurar um inquérito para averiguar os factos e esclarecer a família da vítima.

Em causa está a morte de uma mulher de 49 anos, que recorreu, às urgências do Hospital de Ponta Delgada no último dia de fevereiro e no primeiro dia de março, queixando-se de dores no peito, tosse e cansaço.

Segundo o marido, José Carlos Vieira, que falou à RTP/Açores, em ambos os casos a mulher foi mandada para casa sem que tivessem sido efetuados os exames de diagnóstico necessários para apurar as causas do seu estado de saúde.

O marido diz-se incrédulo com este procedimento médico e exige uma explicação sobre as causas da morte da mulher, cujo corpo já foi, entretanto, cremado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.