Governo destaca “unanimidade” dos partidos face a novo ciclo económico

Governo destaca “unanimidade” dos partidos face a novo ciclo económico

 

Lusa/AO online   Regional   11 de Set de 2017, 18:30

O vice-presidente do Governo dos Açores, Sérgio Ávila, destacou a “unanimidade” dos partidos com assento no parlamento regional face ao ciclo da economia.

“Em relação àquilo que foi apresentado pelos partidos com assento parlamentar, acho que é identificada uma unanimidade que vivemos um novo ciclo da nossa economia e um novo ciclo de desenvolvimento”, afirmou Sérgio Ávila, em Ponta Delgada.

O governante acompanhou o presidente do executivo açoriano nas audições com os parceiros sociais e partidos para preparar o Plano e Orçamento regionais para 2018.

“Antes discutia-se nestas audições como lidar com a crise, hoje discute-se como aproveitar cada vez mais as oportunidades que o crescimento da nossa economia proporciona. Antes questionava-se e discutia-se uma resposta aos desempregados, hoje discute-se e analisa-se a resposta que alguns parceiros pretendem face à falta de mão de obra que já se sente em alguns setores”, referiu Sérgio Ávila, acrescentando que “antes discutia-se como trazer mais turistas aos Açores, hoje discute-se como lidar com os desafios relacionados com o crescimento do turismo”.

Segundo o vice-presidente do Governo Regional, “neste contexto, o Plano e Orçamento para 2018 têm, essencialmente, esta mudança de ciclo de economia, de desafios e oportunidades da região” que resultam da saída de uma situação de recessão para a consolidação da retoma do crescimento económico e do emprego.

Confrontado com as críticas relativas à execução orçamental, Sérgio Ávila assinalou que este ano “ainda faltam quatro meses de execução deste plano”, cujo decreto de execução orçamental só entrou em vigor no início de junho.

Ainda assim, assinalou que “o investimento público efetivamente executado na região até ao final de agosto cresceu 13% face ao mesmo período do ano passado”.

O Orçamento dos Açores para o ano em curso é de 1.214 milhões de euros e foi aprovado em março (devido à realização de eleições legislativas regionais em outubro de 2016) com os votos favoráveis do PS, partido maioritário no parlamento regional, e a abstenção do CDS-PP.

PSD, BE, PCP e PPM votaram contra.

PS e CDS votaram favoravelmente o Plano de Investimentos para 2017.

Após as audições de hoje, no final deste mês “realizar-se-á a reunião do Conselho Regional de Concertação Estratégica para análise das propostas de Plano e Orçamento da Região Autónoma dos Açores para o próximo ano, seguindo-se a sua aprovação em Conselho do Governo”, informa uma nota de imprensa do executivo açoriano,

Após esta aprovação, o Governo Regional entrega os documentos na Assembleia Legislativa para debate e votação em plenário.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.