Governo criou grupo de trabalho para fazer reforma da floresta

Governo criou grupo de trabalho para fazer reforma da floresta

 

LUSA/AO online   Nacional   11 de Ago de 2016, 15:35

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, disse que o Governo decidiu hoje criar um grupo de trabalho para fazer a reforma da floresta

"Hoje mesmo o Conselho de Ministros aprovou a criação de um grupo de trabalho, composto pelos ministérios da Agricultura, do Ambiente, da Administração Interna e da Justiça, para tratar, de uma vez por todas, da prevenção estrutural e de fazer a reforma da nossa floresta", disse a ministra.

A governante falava em Arouca, um concelho do distrito de Aveiro que, desde sábado, tem sido fustigado pelas chamas.

"A nossa prioridade atual é combater estes incêndios e depois pensarmos a sério na reforma da nossa floresta", vincou a ministra, lembrando que há dez anos foi feita uma reforma na proteção civil.

Em comunicado alusivo a esta questão, o Conselho de Ministros refere que o grupo de trabalho interministerial "irá preparar um conjunto de medidas", com vista a serem discutidas e aprovadas num futuro Conselho de Ministros dedicado às florestas, que terá lugar depois de 30 de setembro, quando termina o período crítico dos incêndios florestais.

O referido Conselho de Ministros, a realizar, visará a adoção de várias medidas já incluídas no programa de Governo, tais como acelerar a conclusão do registo cadastral da propriedade rústica e o reforço do ordenamento florestal.

Segundo o comunicado, o Governo pretende ainda dinamizar as zonas de intervenção florestal (ZIF) e outros modelos de exploração florestal, e avaliar regimes de intervenção em património rústico privado abandonado ou sem dono.

Entre as medidas a estudar estão ainda o aperfeiçoamento do modelo de sapadores florestais e o incentivo do uso de biomassa florestal, em especial, aquela proveniente de resíduos resultantes de limpezas, desbastes e desmatações.

Alem dos ministérios citados pela ministra, este grupo de trabalho integra ainda os ministérios das Finanças, da Defesa Nacional e da Economia.

Durante a reunião do Conselho de Ministros, foi feito o ponto de situação acerca das operações de combate aos incêndios em território nacional, através de um relato transmitido pela secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna.

"Foi garantida a continuação da disponibilização de todos os meios de combate necessários a uma reação imediata e eficaz e foi louvado o empenho, dedicação e eficiência de todos os que atuam no terreno e a solidariedade e espírito de entreajuda das populações afetadas", refere a nota.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.