União Europeia

Governo considera "infelizes" e "enganadoras" declarações de Almunia

 Governo considera "infelizes" e "enganadoras" declarações de Almunia

 

Lusa / AO online   Economia   4 de Fev de 2010, 14:47

O Governo congratulou-se esta quinta-feira com o esclarecimento da Comissão Europeia de que nunca pretendeu comparar a situação económica de Portugal e Espanha com a da Grécia, mas considerou “infelizes” e “enganadoras” as declarações do comissário Joaquín Almunia.
O comissário espanhol Joaquín Almunia afirmou quarta-feira que a Grécia, Portugal, Espanha e "outros países" da zona euro "partilham problemas comuns" como "a perda constante de competitividade" e o elevado défice público.

Hoje, Amélia Torres, porta-voz de Joaquin Almunia, recusou que tenha sido o comissário a fazer essa comparação, responsabilizando antes a imprensa.

Falando no final do Conselho de Ministros, Pedro Silva Pereira disse registar “como positivo que a Comissão Europeia tenha vindo esclarecer formalmente que não procedeu a uma comparação entre Portugal e a Grécia, até porque as duas situações são muito diferentes”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.