Governo cabo-verdiano põe ilha de Boavista sob quarentena devido a morte de porcos

Governo cabo-verdiano põe ilha de Boavista sob quarentena devido a morte de porcos

 

Lusa / AO online   Internacional   22 de Mar de 2015, 10:50

O Governo cabo-verdiano colocou hoje de quarentena a ilha da Boavista como medida de precaução, na sequência do aparecimento de 70 porcos mortos e esventrados numa lixeira local, indica a imprensa local.

 

A decisão foi anunciada pela ministra do Desenvolvimento Rural cabo-verdiana, Eva Ortet, que não adiantou a causa das mortes dos suínos, confirmando que foram já recolhidas amostras para análise.

A intenção, avançou, visa evitar que, caso seja epidémico, a doença se alastre a toda a ilha.

"Decidimos avançar com um serviço de prevenção e de quarentena, fechar o cerco para que uma eventual doença não se alastre para outras zonas. Neste momento, procede-se também à recolha de amostras de sangue para análise para saber do que se trata", sublinhou.

No sábado, a imprensa local deu conta de informações, ainda por confirmar, que parte da carne dos suínos mortos estará a ser comercializada localmente, sobretudo no bairro da Boa Esperança (Barraca).

O delegado do MDR na conhecida ilha turística cabo-verdiana, João Silva, afirmou que, em apenas três dias, foram encontrados 70 porcos mortos na lixeira.

João Silva assegurou que as autoridades sanitárias estão a desencadear uma operação de fiscalização à carne e aos derivados de porco comercializados em toda a ilha.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.