Aviação

Governo aguarda interlocutor para rever serviço público as ligações aéreas

Governo aguarda interlocutor para rever serviço público as ligações aéreas

 

Lusa/AO online   Regional   3 de Out de 2011, 12:32

O Governo dos Açores aguarda que o Ministério da Economia indique um interlocutor para avançar o processo negocial tendo em vista a revisão das obrigações de serviço público nas ligações aéreas com o continente.
"Estamos prontos a debater esta questão, aguardamos a indicação de um interlocutor para o trabalho técnico avançar", afirmou Vasco Cordeiro, secretário regional da Economia.

Vasco Cordeiro recordou que o executivo açoriano manifestou em meados de Agosto a intenção de proceder à revisão das obrigações de serviço público "para permitir melhores preços para os açorianos", mas frisou que o processo não pode avançar enquanto não for indicado um interlocutor pelo Governo nacional.

A 19 de Agosto, Vasco Cordeiro revelou que o Governo dos açores pretende que as alterações que vierem a ser feitas às obrigações de serviço público nas ligações aéreas entre o arquipélago e o continente criem maior flexibilidade nas tarifas.

Na altura, depois de uma reunião com o ministro da Economia, Vasco Cordeiro salientou que "o trabalho já feito permitiu uma redução significativa nas tarifas promocionais", mas acrescentou que o executivo regional "quer ir mais longe".

O secretário regional da Economia salientou ainda que o executivo açoriano pretende que "nenhum açoriano seja prejudicado por não viver numa ilha com ligações ao exterior".

Vasco Cordeiro falava na cerimónia de inauguração do Armazém de Carga do Aeroporto do Pico, um investimento de cerca de um milhão de euros, que vai permitir melhorar a capacidade exportadora desta ilha do grupo Central dos Açores.

A inauguração, que marcou o início da Visita Estatutária do Governo Regional ao Pico, insere-se num conjunto de investimentos que o executivo tem realizado neste aeroporto nos últimos anos, num montante global de 25 milhões de euros.

A ampliação da pista, a construção da placa de estacionamento de aviões, a aerogare e a torre de controlo são alguns dos investimentos realizados, onde também se inclui o sistema ILS, de ajuda à navegação, que deve estar operacional no início do próximo ano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.