Governo açoriano diz aguardar há meses resposta a pedido de maior uso civil das Lajes

Governo açoriano diz aguardar há meses resposta a pedido de maior uso civil das Lajes

 

Lusa/AO Online   Regional   9 de Jun de 2015, 13:19

O secretário regional dos Transportes dos Açores diz que aguarda há meses pela resposta da República a um pedido para ser flexibilizada a utilização das Lajes pela aviação civil, estranhando por isso declarações do líder do PSD/Açores.

Vítor Fraga disse hoje aos jornalistas em Ponta Delgada que o Governo Regional dos Açores enviou a 16 de outubro de 2014 "um pedido" aos ministros da Defesa Nacional e da Economia "para que fosse estabelecido" para o caso das Lajes "um protocolo, à semelhança do que foi feito para a base militar de Beja", no sentido de "flexibilizar a utilização por parte da aviação civil" da pista da base da ilha Terceira.

O secretário regional disse que, mais tarde, a 01 de maio, questionou telefonicamente a secretária de Estado da Defesa, Berta Cabral, sobre esta questão, num dia em que o nevoeiro estava a perturbar os voos em diversos aeroportos dos Açores e as companhias aéreas tiveram "dificuldades" em usar a base das Lajes como alternativa.

Segundo Vítor Fraga, a secretária de Estado disse-lhe nesse dia que não havia novidade ou "qualquer evolução" neste assunto.

A 13 de maio, o secretário regional voltou a enviar uma carta aos dois ministros, para "reforçar a importância do estabelecimento desse protocolo" e "manifestar também estranheza" pela falta "de qualquer tipo de resposta".

"O Governo dos Açores estranha que o Governo da República utilize um deputado da oposição [no parlamento da região, Duarte Freitas, líder do PSD açoriano] para transmitir informações sobre este assunto, que é um assunto de grande importância para a economia da Terceira e para a economia da região", acrescentou Vítor Fraga.

O secretário regional referia-se a declarações de Duarte Freitas, na segunda-feira, em que após uma reunião com o comandante da base das Lajes, disse que a Força Aérea Portuguesa está a negociar um protocolo com a Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC, ex-INAC) para facilitar a utilização civil da pista das Lajes.

Vítor Fraga disse hoje que "quem tem de prestar este tipo de informação" são os ministérios da Defesa e da Economia e que a informação que Duarte Freitas tornou pública terá de ter vindo "de alguma fonte e essa fonte, a fonte que é originária da informação, terá de ser o Governo da República".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.