Governo aconselha portugueses a evitarem o Quénia


 

Lusa   Internacional   29 de Dez de 2007, 20:09

A Secretaria de Estado das Comunidades aconselhou hoje os portugueses que pretendam deslocar-se ao Quénia nos próximos dias a não o fazer como medida de precaução devido à situação de instabilidade que se vive no país.
Fonte da secretaria de Estado adiantou à Lusa que os turistas portugueses que neste momento se encontram no Quénia devem contactar, em caso de necessidade, o gabinete de emergência do Ministério dos Negócios Estrangeiros através do telefone 707 202 000.
Este contacto deve ser feito em caso de necessidade para que sejam dadas todas as informações sobre os portugueses naquele país à Embaixada de Portugal em Nairobi.
O Quénia assistiu hoje a manifestações violentas devido à lentidão da contagem de votos nas eleições presidenciais, que suscitou a cólera dos partidários do líder da oposição.
Segundo a Comissão Eleitoral, o líder da oposição queniana, Raila Odinga, venceu as eleições com 49,47 por cento dos votos contra 45,35 do presidente cessante, Mwai Kibaki.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.