Droga

GNR "não está e nunca estará" afastada do combate ao tráfico de droga

GNR "não está e nunca estará" afastada do combate ao tráfico de droga

 

Lusa/AO online   Regional   18 de Nov de 2010, 15:33

O Gabinete Coordenador de Segurança Regional dos Açores afirmou que a GNR “não está e nunca estará afastada do combate à droga” no arquipélago, desmentindo notícias nesse sentido recentemente veiculadas na região.
O presidente do gabinete coordenador de segurança, num comunicado divulgado ao princípio da tarde, esclarece que “todo o órgão de polícia criminal tem competência para detecção/combate ao tráfico de estupefacientes”, ressalvando que a investigação deste crime compete à PJ quando se trata de tráfico internacional, grandes quantidades ou redes organizadas”.

No mesmo sentido, salienta que a investigação compete à PSP e à GNR quando se trata de situações de distribuição/cedência directa de droga aos consumidores ou de pequenas redes de narcotráfico.

O documento, que pretende “esclarecer e repor a verdade”, refere ainda que, por razões estruturais, a GNR e a Delegação Aduaneira têm as suas competências nos Açores circunscritas ao controlo costeiro e aduaneiro, considerando o gabinete coordenador de segurança que a legislação em vigor pretende “evitar atropelos ou colisões no decurso das investigações”.

Por essa razão, recorda que uma acção isolada de um órgão de policial criminal “pode prejudicar todo um trabalho desencadeado ao longo do tempo e em prol da neutralização de uma eventual rede de narcotráfico”.

Para se “articularem em todas as acções”, os órgãos de polícia criminal reúnem “com regularidade”, acrescenta o comunicado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.