Galerias Lafayette querem comprar La Redoute

Galerias Lafayette querem comprar La Redoute

 

Lusa/AO online   Economia   31 de Ago de 2017, 12:25

Os grandes armazéns franceses Galerias Lafayette querem comprar 51% do capital da La Redoute, empresa especializada em encomendas à distância, anunciaram as duas empresas em comunicado conjunto.

As Galerias Lafayette pretendem com esta operação, cujo valor do negócio não foi revelado, ficar com 100% de La Redoute “a longo prazo”.

De acordo com o comunicado, “a compra irá possibilitar às Galerias Lafayette acelerar o processo de digitalização do negócio”, permitindo à La Redoute, empresa de encomendas por correio, prosseguir o seu desenvolvimento em França e a nível internacional, numa ótica “rentável e duradoura”.

A aquisição vai também ajudar a La Redoute a atingir “o objetivo de 1.000 milhões de euros de vendas em 2021”, refere ainda o comunicado.

O volume de negócios de La Redoute, que surgiu em 1836, atingiu os 750 milhões de euros no ano passado, tendo registado 9 milhões de visitas mensais na sua página na internet.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.