Furacão 'Sandy' já matou 48 pessoas nos EUA, 18 em Nova Iorque

Furacão 'Sandy' já matou 48 pessoas nos EUA, 18 em Nova Iorque

 

Lusa/AO online   Internacional   31 de Out de 2012, 06:00

O furacão 'Sandy' matou 48 pessoas à sua passagem pelos EUA, incluindo 18 em Nova Iorque, a maioria devido a árvores que caíram, noticiaram as agências internacionais, que reportam 8,2 milhões de casas e empresas sem eletricidade.

"Foi uma tempestade devastadora, talvez a pior que assistimos", disse, citado pela agência AP, o presidente do município de Nova Iorque, Michael Bloomberg.

Por causa do 'Sandy', que matou uma pessoa no Canadá e 67 nas Caraíbas, a campanha eleitoral para as presidenciais norte-americanas ficou suspensa, a uma semana do escrutínio.

Em Nova Iorque, a bolsa manteve-se fechada pelo segundo dia consecutivo, reabrindo na quarta-feira. O metropolitano ficou gravemente afetado, com os piores estragos desde há 108 anos, devendo retomar o serviço dentro de quatro a cinco dias.

Na 'cidade que não dorme', uma grande parte dos túneis e pontes continua fechada, tal como teatros, escolas e os três maiores aeroportos, com a companhia United Airlines a cancelar mais de 15 mil voos.

Num hospital local, 200 doentes tiveram de ser transferidos para outras unidades, depois de uma falha no gerador.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.