Fundo das Nações Unidas só tem 100 mil dólares para combater Ébola

Fundo das Nações Unidas só tem 100 mil dólares para combater Ébola

 

Lusa/AO online   Internacional   17 de Out de 2014, 10:48

O fundo das Nações Unidas para o Ébola tem cerca de 100 mil dólares (78 mil euros), uma ninharia comparativamente ao que a ONU diz precisar para combater o mais grave surto do vírus, escreve o jornal New York Times.

 

A verba, proveniente da Colômbia, é uma minúscula fração dos mil milhões de dólares (781 milhões de euros) que a ONU estimou serem precisos para combater a epidemia que fez já cerca de 4.500 mortos, detalha o jornal norte-americano.

As Nações Unidas veem o fundo para o Ébola como uma fonte de dinheiro flexível que pode ser retirado consoante as necessidades para conter o vírus, referiu o New York Times, citando fontes da ONU.

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, disse anteriormente aos jornalistas que o fundo tinha 20 milhões de dólares (15,6 milhões de euros) em dinheiro, precisando depois que o valor mencionado se referia a compromissos e não a dinheiro, sublinha o New York Times.

Separadamente, os dadores internacionais deram dinheiro e outros contributos avaliados em 376 milhões de dólares (294 milhões de euros) para programas específicos da ONU.

Desde o início do surto, em março passado, foram registados 8.997 casos de Ébola, dos quais 4.493 mortais, na sua maioria na Libéria, Serra Leoa e Guiné-Conacri, segundo um relatório da Organização Mundial de Saúde divulgado quarta-feira.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.