Fumo proveniente da explosão de fábrica no Texas é "extremamente perigoso"

Fumo proveniente da explosão de fábrica no Texas é "extremamente perigoso"

 

Lusa/AO online   Internacional   31 de Ago de 2017, 14:34

O fumo provocado pela explosão de uma fábrica de produtos químicos inundada em Crosby, nordeste da cidade texana de Houston (sul dos Estados Unidos), "é extremamente perigoso", afirmou o diretor da Agência Federal de Situações de Emergência (FEMA).

"Sim, este fumo é extremamente perigoso", declarou o diretor da FEMA, Brock Long, no decorrer de uma conferência de imprensa.

A explosão na fábrica Arkema, em Crosby, ocorreu cerca das 02:00 (08:00 em Lisboa).

Inundada e sem eletricidade - ou seja, sem possibilidade de arrefecer os materiais altamente inflamáveis armazenados - a fábrica do grupo francês Arkema constituía um risco desde há vários dias. Por isso mesmo as instalações foram evacuadas e foi ordenado um perímetro de segurança num raio de três quilómetros.

Os serviços de emergência deram conta de duas explosões e colunas de fumo a sair das instalações. A fábrica produz peróxidos orgânicos, componente no fabrico de plásticos e produtos farmacêuticos.

"Os peróxidos orgânicos são extremamente inflamáveis e, de acordo com as autoridades, a melhor coisa a fazer é deixar que o incêndio se extinga a si mesmo", explicou a direção da Arkema, apelando à população para que se mantenha longe da fábrica devido ao risco de novas explosões.

Mais tarde, o grupo apelou às pessoas que vivem perto do perímetro de segurança para que desliguem o ar condicionado "para evitar uma possível exposição aos fumos".

O contacto com este tipo de fumo pode provocar "irritações oculares, da pele e/ou irritações respiratórias" bem como náuseas e sonolência, sublinhou o grupo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.