Conjuntura

Ftich desce rating apesar de PEC ser "globalmente credível"


 

Lusa / AO online   Economia   24 de Mar de 2010, 10:29

A agência de notação financeira Fitch desceu esta quarta-feira o rating de Portugal para AA-, apesar de considerar que o Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) é "globalmente credível" e apresenta um cenário macroeconómico sensato.
"A Fitch considera que os planos de consolidação recentemente anunciados são globalmente credíveis, incorporando um alto nível de detalhe que está na base de um ajustamento forte do lado da despesa e com sensatas assunções macroeconómicas", diz a agência de notação financeira, que sublinha ainda os pergaminhos de Portugal na redução dos gastos públicos entre 2005 e 2008 e os "significativos ganhos na reforma do sistema de pensões".

No entanto, continua, o plano corre o risco de sofrer um revés no cenário macroeconómico, com consequências no défice das contas públicas, principalmente nos anos de 2012 e 2013. A Fitch alerta mesmo que o não cumprimento das metas orçamentais e económicas "em 2010 e 2011 pode levar a nova revisão em baixa da nota" atribuída ao país, e que foi, já hoje, revista em baixa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.