França considera EI como grupo terrorista e ameaça global

França considera EI como grupo terrorista e ameaça global

 

Lusa/AO online   Internacional   25 de Ago de 2014, 12:36

A França considera o Estado Islâmico (EI), que atua no Iraque e na Síria, um grupo terrorista de uma perigosidade sem precedentes e uma ameaça global, que preocupa também a Europa, assinalou o ministro gaulês dos Negócios Estrangeiros, Laurent Fabius.

 

“Pelo seu poder, pelos seus métodos e pelo seu objetivo, esta organização é ainda mais perigosa que os grupos terroristas precedentes ou atuais”, declarou o chefe da diplomacia francesa numa entrevista publicada no diário “Le Figaro”.

Laurent Fabius, que hoje inaugura em Paris a conferência anual dos embaixadores franceses, acrescentou ser uma “ilusão” pensão que a ação do EI se limitará à Síria e ao Iraque.

“Não esquecemos que os jihadistas do Estados Islâmico se separaram da Al-Qaida porque os consideravam ‘demasiado brandos’ (…). É uma ilusão pensar que só vão atuar no Iraque e na Síria. Não só na região como em todo o mundo”, disse.

A França fornece armas aos curdos para tentar travar o Estado Islâmico e no norte do Iraque contribui também com equipas de socorro e de primeira necessidade mas, por agora, descarta uma intervenção direta como os ataques seletivos perpetrados pelos norte-americanos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.