Saúde

França anula encomenda de 50 milhões de vacinas da gripe A

França anula encomenda de 50 milhões de vacinas da gripe A

 

Lusa / AO online   Internacional   5 de Jan de 2010, 10:13

O Governo francês anulou a encomenda de 50 milhões de doses de vacinas contra a Gripe A (H1N1), um dia depois de ter confirmado que a França colocou à venda parte do seu stock a outros países.
O anúncio da rescisão das encomendas de vacinas foi feito segunda-feira à noite pela ministra da Saúde francesa, Roselyne Bachelot, que defendeu que a gestão da crise é “evolutiva”.

A ministra explicou que a rescisão em massa da encomenda de vacinas para a Gripe A será feita com um mínimo de custos, embora ressalve que o Governo será “muito firme nas negociações” com os laboratórios farmacêuticos.

Roselyne Bachelot anunciou que o laboratório Sanofi-Pasteur (grupo Sanofi Aventis) “fez saber que, em relação a nove milhões de doses, a encomenda foi simplesmente rescindida sem indemnização”.

Não se sabe ainda se os outros laboratórios que fornecem antivirais para a Gripe A, GlaxoSmithKline, Novartis e Baxter International, vão exigir indemnizações ao Governo francês.

O cancelamento da encomenda de vacinas marca uma viragem de 180 graus na estratégia do Governo francês para a Gripe A e desencadeou, desde domingo, uma carga cerrada de críticas de quase todo o espectro político francês.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.