Fisco espanhol pede cinco anos de prisão para Xabi Alonso

Fisco espanhol pede cinco anos de prisão para Xabi Alonso

 

Lusa/AO online   Futebol   21 de Mar de 2018, 14:24

A Autoridade Tributária espanhola pediu cinco anos de prisão para o ex-futebolista Xabi Alonso por crimes fiscais cometidos entre 2010 e 2012, informou hoje o Ministério Público de Espanha.

Segundo a mesma fonte, a secção de delitos económicos do departamento do Fisco de Madrid acusa o antigo futebolista internacional espanhol de três delitos fiscais, cometidos durante o período em que representava o Real Madrid.

Um tribunal de Madrid reabriu a investigação judicial a Xabi Alonso, praticamente um ano depois de o Ministério Público de Espanha ter recorrido do arquivamento da denúncia sobre o ex-futebolista de Bayern Munique, Real Madrid, Liverpool, Eibar e Real Sociedad.

O antigo médio espanhol foi um dos futebolistas denunciados por alegadas fraudes fiscais nos contratos de direitos de imagem, juntamente com os portugueses Ricardo Carvalho e Fábio Coentrão, entre outros.

O Fisco espanhol acusa Xabi Alonso de ter vendido os direitos de imagem a uma empresa radicada na Madeira, alegando tratar-se de transação ‘simulada’, mas que o juiz de instrução arquivou o processo, por considerar que a região autónoma portuguesa não é um paraíso fiscal e que o ex-jogador apenas aproveitou a “perícia” dos seus assessores para encontrar uma solução mais vantajosa para os seus interesses.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.