Segurança Social

Fiscalização às prestações sociais reduziu despesa em 40,3 milhões de euros

Fiscalização às prestações sociais reduziu despesa em 40,3 milhões de euros

 

Lusa/AO online   Economia   20 de Set de 2010, 11:22

As operações de fiscalização da Segurança Social às baixas médicas e aos beneficiários de subsídio de desemprego e de Rendimento Social de Inserção realizadas no primeiro semestre permitiram reduzir a despesa em 40,3 milhões de euros.
"Com o reforço da fiscalização e o cruzamento de dados com o IEFP [Instituto de Emprego e Formação Profissional], os procedimentos são mais céleres e, tendo em conta o que já foi conseguido, é fácil prever que os objectivos definidos para este ano vão ser ultrapassados", disse a ministra do Trabalho e da Solidariedade Social, Helena André, num encontro com jornalistas.

A Segurança Social tem como objectivo para este ano fiscalizar todas as baixas médicas superiores a 30 dias, sendo que no primeiro semestre foram fiscalizadas 99,5 por cento delas, num total de 150.936 baixas, o que representa um acréscimo de 2 por cento relativamente ao mesmo período do ano passado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.